top of page
  • Foto do escritorLo Lombardi

Paris a pé* 1 Dia- L'île-de-la-cité

Atualizado: 25 de fev. de 2019

Genteee esse lugar é um desbunde, sério! Paris começou bem aqui, na île de la cité. No coração da cidade, você pode caminhar por 2 horas e descobrir esse charmoso bairro do Quartier Latin. Boraaaa povo!


Vamos começar na Pont-Neuf, uma estação de metrô da linha 7 (rosinha clara) e também a ponte mais antiga de Paris (chic né, bem?). Atravessando essa ponte, você vai chegar naquilo que a gente chama de île de la cité, ou Ilha da cidade, em tradução bem google translate, ta? Respira fundo, olha tudo ao seu redor, você esta no coração dessa cidade maravilhosa. A ilha "divide" Paris nas famosas Rive Gauche e Rive Droite, as margens direita e esquerda.


Cada um dos lados de Paris tem uma historia, uma tradição, uma caracteristica. Na Rive Gauche a vida é sinônimo de boemia, de intelectualismo, de arte e cultura incessantes. Você vai encontrar la o V e VI arrondissements ("regiões"), liberais e revolucionarios à sua maneira. Ja a parte direita (droite), sempre foi especialmente "conservadora", ao menos na visão dos parisienses. La tem a Place Vendôme (muito ouro insh'allah) , o Louvre, a Champs-Elysée (que virou meio que caricata e genérica, infelizmente) , etc, e estão do lado direito do rio sena.


Continuando a caminhada, depois dessa respiradinha, siga em frente até o Palais de Justice. Não vou contar a historia inteira do monumento (google ta ai pra isso né galera), mas é um marco essencial da historia francesa. Não so abriga as instituições relevantes de direito, mas também foi palco da caminhada e hospedagem final de muitos prisioneiros durante a Revolução francesa (Conciergerie).


“Não deixe de vistar, obrigatoriamente, a Sainte-Chapelle que fica logo atras. Uma loucura de trabalho em vitrais (atenção nos detalhes) do século XII, construida por um dos reis mais amados da França : Louis IX (Saint Louis)”

Eu particularmente brinco de "Onde esta Wally" biblico. Não sou exatamente catolica, mas estudei 13 anos em uma instituição de padres, decorando a biblia de segunda a sexta. Acho genial tentar encontrar as diferentes passagens e interpretações medievais da religião catolica nos diversos vitrais da capela.


Seguindo em frente, e virando ligeiramente à esquerda, se afastando da Rive Droite e da Pont Neuf, você vai chegar no marco zero (literalmente) da cidade de Paris : a Catedral Notre Dame de Paris. Gente, vô nem explicar a importância historica e arquitetural dessa estrutura né? Livros, poesias, musicas, epopeias, filmes, todos escritos em homenagem ou tendo como cenario Nossa Senhora de Paris. Eu ia comparar com a praça da Sé, mas fiquei um pouco na duvida!


Se sua paciência estiver em dia, enfrente os quilômetros de chineses com guarda-sois pra entrar na catedral. Eu aconselho fortemente subir e ver de perto as gargulas tão famosas, imortalizadas por Vitinho (Victor Hugo para os não residentes) e tirar fotos excelentes pro Instagram, com uma vista panôramica e privilegiada da cidade. Se religião ou arquitetura não são a sua praia, acho que so de pensar que essas pedras observam a cidade desde 1160 ja faz a gente mudar de perspectiva, não?


Se você atravessar a rua do lado oposto ao que veio, caminhando cerca de 400 metros, você vai poder visitar a fofissima Shakespeare & Co., a primeira livraria anglofona de Paris. Eu gosto desse lugar mais pelas montanhas de livros e as "camas" dos funcionarios do que qualquer outra coisa!


Bora, então, botar as pernocas pra jogo e andar novamente em direção ao centro da Ilha, atravessando a ponte para a Ile Saint Louis. O gostoso desse lugar é fazer piqueniques perto dos salgueiros chorosos, como eu gosto de chamar. Nos arredores, inumeros restaurantes e um deles bem divertidão : Nos âncetres les gaulois - bem bacana e com comidas tipicas gaulesas.


Agora, com uma ajudinha do google maps, va em direção ao Hotel de Ville, a prefeitura de Paris. Adoro esse lugar. Pra mim, a verdadeira divisa entre gauche e droite, entre bobo e rycos phynos. A prefeitura da cidade ostenta uma linda arquitetura, exposições durante o ano todo e esta bem ali, na divisa com o bairro eclético e charmoso do Marais.


Se ainda tiver pique, so cair na night, especialmente no bar de Jazz : 38Riv. Gente, nem preciso falar ne? ME CHAMA!!!!

17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page